terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Selecção Nacional - Mundial de Parapente 2009

Manga 11 e Cerimónia e Encerramento (Slideshows)

Cerimónia de Encerramento (Slideshow)

Dia 12 - 06/02/2009 (Slideshow)

México 11ª Manga

Última manga deste já longo Campeonato. Com uma extensão de 85,4 km a prova começou pelas 12:45h e foi cancelada às 14:45h para permitir o acesso de um helicóptero à zona com a finalidade de resgatar dois acidentados. A chegada dos primeiros pilotos ao golo estava prevista para as 15:00h. Os acidentados foram o japonês Kenichi Kawakami e um grego. Um piloto chinês também reservou nesta zona (arredores da 1ª baliza) e houve pelo menos outro pára-quedas. A manga foi invalidada porque nenhum piloto tinha chegado ao golo quando esta foi cancelada.

Meteo: o céu estava azul, entrava vento por baixo e as condições estavam duras. Térmicas muito cortadas e turbulentas, brisa forte sobre o lago desde manhã cedo.

Durante este Mundial, as previsões meteorológicas eram fornecidas pelo climatólogo francês Giles. Vive em Tapalpa e veio expressamente para este evento para ajudar de modo voluntário e gratuitamente. A meteorologia é actualizada instantes antes dos pilotos subirem para a descolagem, com a finalidade de ser o mais recente possível.




Classificação geral

1- AEBI, Andy, Advance Omega CHE
2- WYSS, Stefan, Niviuk Icepeak 3 CHE
3- VALIC, Aljaz, Gin Gliders Boomerang 6 SVN
4- BRAUNER, Tomas, Advance Omega CZE
5- DONINI, Luca, Gin Gliders Boomerang 6 ITA
6- LITTAME, Marco, Niviuk Icepeak 3 ITA
7- SIEGEL, Torsten, UP Edge DEU
8- EICHHOLZER, Helmut, Advance Omega AUT
9- PRINZ, Ulrich, Gin Gliders Boomerang 6 DEU
10- HELGESEN, Ronny, Gin Gliders Boomerang 6 NOR~
Classificação geral dos pilotos portugueses

Cláudio Virgílio - 51º
Nuno Virgílio - 55º
Américo Sousa - 70º

Portugal ficou na posição 14ª entre 44 selecções presentes



Artigo adptado por João Brum (Clube Asas de S. Miguel)

Fotos e texto do Mario Arqué (Perfils.info)

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Dia 13 - Manga 11 (Cancelada)

A 11ª Manga do Mundial de Parapente foi cancelada.

Termina o Campeonato do Mundo de Parapente 2009.




O Suiço Andy Aebi (piloto Advance) é o XI Campeão do Mundo.


A Franesa Elisa Houdry (piloto Niviuk) é a campeã femina.


A Republica Checa - Equipa Campeã por nações.


Clasificação Geral

1 - AEBI, Andy, Advance Omega CHE
2 - WYSS, Stefan, Niviuk Icepeak 3 CHE
3 - VALIC, Aljaz, Gin Gliders Boomerang 6 SVN
4 - BRAUNER, Tomas, Advance Omega CZE
5 - DONINI, Luca, Gin Gliders Boomerang 6 ITA
6 - LITTAME, Marco, Niviuk Icepeak 3 ITA
7 - SIEGEL, Torsten, UP Edge DEU
8 - EICHHOLZER, Helmut, Advance Omega AUT
9 - PRINZ, Ulrich, Gin Gliders Boomerang 6 DEU
10 - HELGESEN, Ronny, Gin Gliders Boomerang 6 NOR
51 -VIRGÍLIO, Cláudio, NiviulICepeak 3 PRT
55 - VIRGÍLIO, Nuno, AxisPara Mercury PRT
70 - SOUSA, Américo, AxisPara Mercury PRT


Clasificação Geral – Feminino

1- HOUDRY, Elisa, Niviuk Icepeak 3 FRA
2- HIRAKI, Keiko, AxisPara Mercury JPN
3- KROLL, Anja, Gin Gliders Boomerang 6 CHE


Classificação Geral – Nações

1º - Republica Checa
2º - Itália
3º - Eslovénia
14º - Portugal




Relatório completo





México 10ª Manga


A penúltima manga deste 11º Campeonato do Mundo teve uma extensão de 117km, chegando ao golo 64 pilotos. Ontem uma piloto chinesa também abriu o reserva e o canadiano Jim Osawa aterrou para ajudá-la. Hoje mesmo estando coxa e dorida, a chinesa voltou a descolar. Já são uns poucos os parapentistas lesionados que continuam a competir. Foram 10 mangas muito longas e duras.
Hoje estreou-se um novo golo situado nas proximidades do santuário das monarcas. O dia parecia mais seco e mais ventoso mas acabou por se revelar bastante agradável, sem grande turbulência e as poucas nuvens a funcionar bem. A inversão nos 3.000m e algum vento de frente a dificultar.





Os 3 pilotos portugueses iam no grupo da frente quando numa zona mais mexida, o Cláudio mete um full-stall para acalmar o pónei (dejá vu) e novamente fica com o manobrador na mão. Acabou por ter de aterrar mais à frente já que não tinha condições para continuar em prova.


O primeiro a chegar foi o norte-americano Matthew Beechinor (Niviuk) em 3h 47′, seguido muito de perto pelo venezuelano Miki Von Watcher (Niviuk). O também venezuelano Raul Penso (Niviuk) chegou em 3º. Anja Kroll foi a primeira dama a chegar em 15º lugar da geral.


O Nuno foi o 19º, o Américo 31º e o Cláudio 116º.


Classificação geral
1- AEBI, Andy, Advance Omega CHE
2- WYSS, Stefan, Niviuk Icepeak 3 CHE
3- VALIC, Aljaz, Gin Gliders Boomerang 6 SVN
4- BRAUNER, Tomas, Advance Omega CZE
5- DONINI, Luca, Gin Gliders Boomerang 6 ITA
6- LITTAME, Marco, Niviuk Icepeak 3 ITA
7- SIEGEL, Torsten, UP Edge DEU
8- EICHHOLZER, Helmut, Advance Omega AUT
9- PRINZ, Ulrich, Gin Gliders Boomerang 6 DEU
10- HELGESEN, Ronny, Gin Gliders Boomerang 6 NOR


Classificação geral dos pilotos portugueses
Cláudio Virgílio - 51º
Nuno Virgílio - 55º
Américo Sousa - 70º


Portugal mantém o 14º por selecções




Artigo adptado por João Brum (Clube Asas de S. Miguel)

Fotos e texto do Mario Arqué (Perfils.info)

Dia 12 - Manga 10

Resultados oficiais da Prova após 10 Mangas (Link)
Cláudio Virgílio - 51º Classificado
Nuno Virgílio - 55º Classificado
Américo Sousa - 70º Classificado

Resultados oficiais da Prova feminina após 10 mangas (Link)

Resultados oficiais da Manga 10 (Link)
Nuno Virgílio - 19º Classificado
Américo Sousa - 31º Classificado
Cláudio Virgílio - 116º Classificado

Resultados oficiais após 10ª manga - Nações
Républica Checa 1º
Itália 2º
Eslovénia 3º
Portugal - 14º Classificado



Resultados - Relatos diários - Reportagens fotográficas - Entrevistas - Filmes
Podem ser encontrados nestes links.



Mais relatos ...

Manche du 050209 (Equipa Francesa)

Task 10 (Blog da Equipa ABAC)

5 de febrero - Decima manga (Blog da Equipa da Argentina)

Day 10 (Blog da Equipa da Austrália)

News of the Day 05.02.2009 (Equipa Alemã)

Day 10 (Blog GoFlyXC PG Worlds)

Another long dry run (Blog do Robert Aarts)

Galeria de Fotos de Martin Scheel

Galeria de Fotos de Stefan Mast (Juri FAI)

Maxime Bellemin Blog (Lista completa de Feeds)

México 09: Los Equipos Latinos (Ojo Volador)



10ª Manga

O dia parecia mais seco e mais ventoso mas acabou por se revelar bastante agradável, sem grande turbulência e as poucas nuvens a funcionar bem.
O start na planície com regresso ás cristas bem conhecidas na zona da baliza 3Reis. Depois a passagem para o planalto a ser a única parte do voo mais chata, com uma inversão nos 3000m e algum vento de frente a dificultar, mas como ainda estava um grupo bastante grande na frente, acabou por ser bastante óbvio percerber como o ar se estava a comportar.
A partir daqui foi bastante rápido com 3 trajectos (ida-volta-ida de novo) na zona da confluência.
Íamos os 3 no grupo da frente e no regresso, numa zona mais mexida, o Cláudio mete um full-stall para acalmar o pónei, quando (dejá vu) fica com o manobrador na mão... e fio partido novamente. Acabou por ter de aterrar mais à frente já que não tinha condições para continuar em prova. Restávamos eu e o Américo pelo que nos empenhámos em seguir caminho. Eu continuei sempre no grupo da frente, com o Américo a puxar o andamento dos perseguidores.
Ida e volta de novo á planície com passagem na Mesa por trás do Peñon e siga jogo. O tecto estava jeitoso (3500) com boa térmica mas o dia já ia adiantado pelo que não perdemos tempo. Os últimos quilómetros foram bastante tácticos com o grupo a girar meias térmicas apenas, no sentido de ir avançando rapidamente e com umas tentativas de fuga pelo meio, rapidamente anuladas.
A chegada ao End-of-speed-section (4km de raio do golo) foi muito rápida, mas havia ainda que cruzar a linha a 2900m de altitude.. O grupo de cerca de 30 pilotos chegou separado por poucos segundos, em duas metades: os qua arriscaram mais baixo e os que garantiram o cruzar da linha. Houve por isso alguns que finalizaram o tempo mas não conseguiram subir o suficiente para ultrapassar o último desnível e chegar ao Santuário das borboletas Monarca, local do golo.
Eu estou algures entre os 15-20, o Américo chegou logo depois no grupo seguinte coladinho ao Luca Donini, a rondar os 30-35. Para não variar, terão chegado mais de 80 pilotos ao final dos 117km.
Amanhã é o último dia, espera-se uma manga mais curta mas ainda tudo pode mudar na frente. Aguardamos ainda os resultados oficiais.

Hasta luego!

Nuno Virgílio

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

9ª manga

Hoje tivémos um dia com muitas nuvens, tecto a rondar os 3300m inicialmente a subir para os 3900m com o decorrer do dia. O comité de pilotos definiu uma manga de 104km. Fomos para o ar por volta do meio dia, e às 12:45 iniciámos a prova. O Nuno e o Américo estavam juntos com um grupo bastante grande de pilotos no plano em frente à descolagem. Com um raio de 6km para start e a 1ª baliza no plano, estavam bem posicionados para o início da corrida. Eu não consegui subir tão bem inicialmente, e por isso mantive-me mais perto da descolagem. Consegui no entanto seguir uma boa linha em direcção à primeira baliza, o que me permitiu ganhar uma posição mais confortável, pois passei a ter pilotos mais baixos que eu e à minha frente a marcar caminho.
Picada a baliza fiz o regresso ao El Peñon sem grandes pressas pois a manga era longa e ainda nada estava decidido. O Nuno vinha com cerca de 15 minutos de atraso para mim e fez o regresso mais pela esquerda encurtando algum caminho e recuperando algum tempo. Já o Américo teve um ponto bastante baixo junto à primeira baliza e acabou por atrasar-se. No entanto, conseguiu agarrar uma térmica-canhão que o pôs de volta à corrida e seguindo o mesmo percurso que o Nuno ganhou algum tempo e encurtou a distância que o separava do grupo da frente.
A 2ª Baliza foi em Divisadero, no final da crista, depois dos 3Reis. Eu consegui subir bem no El Peñon e depois na Crazy Thermal do G-Spot e segui sempre alto até à baliza. Tinha cerca de 10 minutos de atraso para os primeiros, mas acabei por apanhar o grupo da frente ainda no planalto, quando seguíamos em direcção a Elefante (a 3ª baliza). Foi necessário subir até à nuvem pois a transição de quase 15km não dava muitas garantias de subida intermédia, e a baliza estava no lado oposto do lago. Houve pilotos a rodearem o lago pela esquerda, outros (a maioria) pela direita e outros ainda que o atravessaram a direito.
O Nuno e o Américo seguiam atrás com 15-25 minutos de atraso, mas a recuperarem bastante. Ao termos rodeado o lago e passado por cima de Valle de Bravo, acabamos por ficar muito baixos e com térmica muito fraca. Valeu sermos um grupo de uns 30 pilotos pois só com a ajuda de todos a rastrear a área conseguimos safar-nos. Fazemos a baliza e subimos todos até à nuvem (3900m). Iniciámos a transição de 18km para a ultima baliza. Coladinhos às nuvens, de acelerador quase a fundo, chegámos a atingir velocidades de 80kmh. A cara gelada, os dedos a começarem a deixar de se sentir...estava muito frio lá em cima!
O Nuno, entretanto, tinha recuperado muito e já seguia com um atraso de pouco mais de 3minutos mas com menos 400m que nós no grupo da frente. O Américo estava com um grupo que decidiu atravessar o lago a direito, e ao querer garantir, optou por seguir uma rota quase solitária, mas com mais garantias em direcção às nuvens pela direita. Acabou por ficar muito baixo e não conseguir subir. Aterrou a 7km desta 3ª baliza. Lá na frente, quando faltavam cerca de 6km para a ultima baliza (3 Reis) ficámos com vento de frente e a progredir com mais dificuldade. O Nuno que já vinha mais baixo, chegou a andar a 30kmh de acelerador a fundo. Estava a entrar pelo escoamento do vale que o levaria a 3Reis e foi aqui que a altitude se revelou fundamental. Acabou por aterrar a uns 5km desta ultima baliza.
Eu piquei os 3 Reis ainda alto, e voltei quase directo ao fumo de uma fogueira que havia ali próxima, na direcção do golo. Já lá cheguei com pouco mais de 50m para o chão,mas resultou muito bem e rapidamente garanti altitude suficiente para chegar ao golo. Pelas nossas contas devo ter entrado nos 20 primeiros. Chegaram uns 60-70 pilotos ao golo. Faltam 2 dias e possivelmente pouco mais de 200km para acabar a prova, e embora já hajam muitos pilotos cansados, nós ainda estamos aqui como no primeiro dia!

Rhaztaaa.

ClOudyo

Dia 11 - Manga 9

Resultados oficiais da Prova após 9 Mangas (Link)
Cláudio Virgílio - 34º Classificado
Nuno Virgílio - 63º Classificado
Américo Sousa - 78º Classificado

Resultados oficiais da Prova feminina após 9 mangas (Link)

Resultados oficiais da Manga 9 (Link)
Cláudio Virgílio - 18º Classificado
Nuno Virgílio - 89º Classificado
Américo Sousa - 107º Classificado

Resultados oficiais após 9ª manga - Nações
Républica Checa 1º
Itália 2º
Eslovénia 3º
Portugal - 14º Classificado



Resultados - Relatos diários - Reportagens fotográficas - Entrevistas - Filmes
Podem ser encontrados nestes links.



Mais relatos ...

In Sight Of The Finish Line(Blog do Mark Haiman)

Manche du 040209 (Equipa Francesa)

News de Zezette (Blog da Equipa ABAC)

News of the Day 04.02.2009 (Equipa Alemã)

Mexico Task 9 (Equipa da África do Sul)

Antje falls victim to Mexican bug (Blog da Equipa da Austrália)

Day 11 – Task 9: 106km race to goal (Blog da Equipa da Belgica)

Decision day (Blog do Robert Aarts)

Galeria de Fotos de Martin Scheel

Galeria de Fotos de Stefan Mast (Juri FAI)

Maxime Bellemin Blog (Lista completa de Feeds)

México 09: Los Equipos Latinos (Ojo Volador)



México 9ª manga


Hoje voaram-se 106km sendo o primeiro a chegar ao goal Urban Valic (Niviuk) com a estonteante marca de 2h 57m. Tomou uma decisão de risco de ir pela margem oriental do lago a caminho da 3ª baliza, conseguindo chegar isolado, 15 minutos à frente do grupo perseguidor. O segundo foi Tomas Brauner seguido de Aljaz Valic. Hoje foi o dia dos irmãos eslovenos. O tecto estava muito alto (4.200m) com uma convergência bem definida por estradas de nuvens ampliada pela humidade. As condições permitiram cerca de 50 pilotos na meta.





Hoje foi a vez da venezuelana Joanna Di Grigoli (Gradient XC2) lançar o reserva. Ficou dependurada numa árvore mas saiu ilesa do incidente.



Segundo a opinião do Américo, hoje foi o dia mais difícil: tudo resumia-se à tomada de altura por parte dos pilotos, conservá-la e tentar chegar ás nuvens. Com muitas sombras custava romper a primeira inversão (a 2.800m). O Cláudio reconhece que hoje voou um pouco mais calmo, pisando menos o acelerador. Tanto o Américo como o Nuno não chegaram ao goal.


Classificação dos portugueses na 9ª manga:
18º- Cláudio
89º- Nuno
107º- Américo

Nas Senhoras:
1ª- Marina (Russia)
2ª- Anja (Suiça)
3ª- Renata (Checa)

Classificação geral
1º- Andy Aebi - 8268
2º- Stefan Wyss - 8135
3º- Tomas Brauner - 8084
4º- Aljaz Valic - 8049
5º- Luca Donini - 7871
29º- Frank Brown
34º- Cláudio
63º- Nuno
78º- Américo

Por equipas Portugal mantém o 14º lugar.



As cores garridas e tórridas do México.


Artigo adptado por João Brum (Clube Asas de S. Miguel)

Fotos e texto do Mario Arqué (Perfils.info)